“Meu doping é Jesus”, a resposta de Almaz Ayana, a atleta que fez história na Rio2016

A atleta etíope Almaz Ayana fez história hoje na Olimpíada Rio 2016 ao destruir o recorde mundial na prova de 10 mil metros planos e silenciou aqueles que questionaram sua vitória com esta frase: "Meu doping é Jesus".

Atleta Olimpiadas

 

 Ayana, que costuma fazer o sinal da cruz três vezes antes de começar a correr e termina suas provas agradecendo a Deus, fechou a prova em 29:17:45. Desta maneira, ultrapassou por mais de 14 segundos o recorde da chinesa Wang Junxia estabelecido há 23 anos, no mundial de Stuttgart, em 1993.

o ser questionada sobre o uso de substâncias ilícitas devido ao grande esforço que demonstrou na pista, Ayana disse: "meu doping é o meu treinamento, meu doping é Jesus. Enquanto ao outro, estou limpa como um cristal".

Para o jornal esportivo 'Marca', o maior da Espanha, com suas palavras sobre Jesus, "a etíope deixa uma frase para a história dos Jogos".

A jovem atleta de 24 anos assinalou que sua vitória "é surpreendente. Vi o recorde logo depois da corrida, porque a única coisa que tinha planejado era ganhá-la". "Esta vitória significa tudo para mim. Deus é quem me trouxe aqui. Isto é algo enorme na minha vida", disse.

"Eu louvo ao Senhor porque Ele me dá tudo (...) Chegar a este ponto é um sonho que se tornou realidade. Nunca pensei que isto aconteceria e ainda estou emocionada", acrescentou.

A medalha de prata nesta prova foi para a queniana Vivian Jepkemoi Cheruiyot, que conquistou um recorde nacional com um tempo de 29:32.53. O terceiro lugar ficou com Tirunesh Dibaba, da Etiópia, com sua melhor marca pessoal 29:42:56.

Almaz Ayana é também a campeã mundial de 5.000 metros, título que obteve em Pequim, em 2015; e conquistou o terceiro lugar em Moscou, em 2013.

Em fevereiro do ano passado, Ayana disse que "cada um de nós, onde quer que vivamos ou quem quer que sejamos, devemos trabalhar pela paz no mundo. Recebemos este mundo para viver livres e deixá-lo só quando disponha a graça de Deus todo-poderoso".

Fonte: Zenit